O criador de 'Gossip Girl' compartilha por que ele é obcecado com as 'vidas escandalosas da elite de Manhattan'

 criador de gossip girl josh safran |

Fofoqueira criador, Josh Safran praticamente cresceu em um set da vida real do show.

Em nova entrevista com Refinaria29 , Safran revela que crescer no Upper East Side de Nova York nunca foi realmente um passeio no parque para ele.

Embora Safran possa ter crescido cercado de excessos, ele não era carregado de Chuck Bass, mas também não tinha as finanças cada vez menores de Dan Humphrey. Ele estava em algum lugar no meio.



Safran disse: “Eu não tinha todo o dinheiro que as outras crianças tinham. Eu pegava o metrô enquanto eles pegavam BMWs.”

“Eu cresci no Upper East Side em uma época em que ser gay não era algo que você estava no Upper East Side, então sempre me senti um pouco distante, meio que assistindo de fora.”

Quer tenham sido seus anos de formação que despertaram seu interesse pela complexidade dos “problemas dos ricos”, os problemas mencionados o levaram a construir uma carreira na TV explorando tudo isso e muito mais.

Safran disse: “Durante toda a minha carreira, fui atraído por isso porque acho muito fascinante. Sempre queremos saber como esse um por cento vive.”

Embora Safran tenha trabalhado tanto no original Fofoqueira série e a atual, há uma mudança muito óbvia no diálogo e no assunto dos personagens e do enredo.

E essa foi uma escolha consciente, para representar com mais precisão a Geração Z. Mas, ao mesmo tempo, Gossip Girl's fórmula sempre manterá o curso: assistir a elite cair.

“Gostamos de ver como todo mundo faz merda”, disse Safran.

“Em um mundo em que vivemos agora - onde essas pessoas ricas não estão recebendo sua punição [e estão] se lançando ao espaço e agradecendo aos trabalhadores cujas vidas estão sendo destruídas por eles - queremos, de alguma forma, ter um saída para nossa indignação e raiva. Queremos vê-los cair. Programas de TV como esse nos dão a capacidade de assistir isso acontecer. É schadenfreude.

Para saber mais sobre este assunto, siga o Observador de Cinema e TV .